visitantes online

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Fazenda Sonho Meu

 Assim que as estações mais quentes do ano chegam ao fim, começa uma procura mais seletiva por locais de pesca, por conta da diminuição da atividade, e comportamento dos peixes devido à queda na temperatura, e mudança de clima, é claro que numa situação dessas, e para variar um pouco, nosso amigo e pescador Thomas Mark’s nos apresenta um novo local de pesca conhecido como Fazenda Sonho Meu, fica na Avenida Cônego João Marchesi, 2900 - Jardim das Fontes, Canela – RS http://www.fazendasonhomeu.com.br
A estrutura do local realmente impressiona com uma área de aproximadamente 3.000.000m² repleta de Araucárias e uma densa mata nativa, a propriedade possui ainda, quatro açudes que somados tem 240.000m² de lamina d’água com ilhas, quiosques com churrasqueiras e fogão campeiro.
 Este local possui excelente opção de pesca, encontramos boa atividade de Black Bass nos dias mais frios do ano. Logo na entrada da fazenda, existe um enorme açude onde capturamos vários Black's, e também tivemos muitas ações durante a pescaria. O dia era de muito frio, e a temperatura nesta dia alcançou a máxima de 7ºC próximo das 15:30hs, ou seja, pela manhã a temperatura era ainda menor, e deu peixe, e a tarde a temperatura começou a cair e continuou dando peixe.
 As iscas que deram mais resultado no período mais frio foram as Softbaits, (iscas de silicone - minhoca e salamandra) e a medida que o dia ia esquentando usamos também plugs de meia água (iscas com barbela, e spinnerbaits), claro que uma caixa com variedade de tamanho e cor é interessante, e ajuda bastante. O equipamento ligth utilizado, proporcionou diversão na hora da captura, pois a média de peso e tamanho dos peixes do local, não exige um equipamento maior, ou seja, o ideal é uma Vara Light de ação rápida, relativamente dura para uma boa fisgada, linha de 0,10mm à 0,18mm, no caso de molinete e/ou carretilha perfil baixo, ambos devem estar balanceados com o equipamento. 
Black bass ou largemouth bass (bass de boca grande): esse nome, para o pescador esportivo, significa emoção, expectativa, ação e utilização de todas as técnicas disponíveis. Quando for pescar o Black Bass,  lembre-se dos momentos agradáveis junto à natureza e da valentia do seu oponente. Agradeça o peixe praticando o pesque e solte. Um forte abraço, muito peixe na ponta da linha, e até a próxima.

Att,

Juliano Mezzomo & Thomas Mark's

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Panorama

Indo para General Câmara, pela rodovia RS 244 no Km 25, encontra-se o Pesque Pague Panorama , que é também conhecido por nós, como o paraíso das Traíras (tels: 0xx 51 9997-5971 ou 9695-4175 Sr. Lídio ). Para quem aprecia a pesca esportiva, e acima de tudo os amantes da agressividade da Hoplias malabaricus este é o local apropriado para desfrutar uma excelente pescaria. Meu grande amigo, e parceiro de pesca Thomas Mark's é frequentador do local desde sua adolescência (ou seja, ele pesca no Panorama já faz muitos anos, hehehehe), e inclusive alguns torneios da ARPIA ali já foram realizados.
Dentre as inúmeras pescarias que já fizemos neste local, nada se compara com a pescaria realizada no início de 2014, pois o inconfundível comportamento agressivo desta espécie veio à tona, proporcionando uma pescaria inesquecível, e afirmamos isso,  porque o que presenciamos neste dia foi atípico até mesmo para uma Traíra. Por mais experiente que seja o pescador, em algum momento, graças a Deus, ele irá vivenciar um momento fantástico e diferenciado como este, é o que chamamos de "a pescaria dos sonhos" de todo o pescador.

Bom, vamos contar o que aconteceu nesta pescaria. Para começar é importante mencionar que não é história de pescador, dito isso, podemos dizer que tudo o que ocorreu nesta dia é credito da mãe natureza e seu criador. Vamos combinar que o mais experiente, e otimista dos pescadores, não espera que para cada arremesso feito, tenha pelo menos um ataque, pois nós tivemos vários para todos os arremessos feitos e o detalhe maior, na superfície!!!!, e foi assim o dia todo, em todas as iscas que utilizamos, várias ações em um único arremesso!!!! e é claro, muitos peixes capturados,  brigas memoráveis, INACREDITÁVEL!!!!! IMPRESSIONANTE!!!!!!



Ainda muito impressionados com a voracidade, e uma violência  fora do normal com a qual esses peixes atacavam nossas iscas, seguimos pescando, e nos perguntando a todo momento o que aquele dia tinha em particular que pudesse provocar este comportamento singular e extraordinário. Já pescamos muitas Traíras, mas pescaria igual a esta eu ainda não tinha tido o prazer, e espero que ela se repita muitas vezes, não só para mim, mas para todos os  verdadeiros amantes da pesca esportiva, e que fique bem claro, embora já tenhamos divulgado inúmeras vezes, todos os peixes foram devolvidos, aliás já ia esquecendo de comentar sobre o aspecto forte e saudável dos peixes encontrados neste local. Então é isso, boa sorte a todos, muitas pescarias, e até a próxima.

Att,

Juliano Mezzomo





sexta-feira, 13 de março de 2015

Ausentes 2014



truta é um peixe da família dos salmonídeos,  originária das águas frias do hemisfério norte (Estados Unidos, Canadá e Alasca), habita os rios e riachos de águas puras e cristalinas nas montanhas e terras elevadas. A espécie Truta Arco-Íris, a mais criada no país, foi  introduzida no Brasil em 1949, é um peixe raro e exigente, como o salmão, seu parente, só habita águas frias, cristalinas, muito limpas e oxigenadas. Para que haja um crescimento adequado e uma condição saudável, é necessário que a água além de muito limpa e cristalina, seja abundante e fria. Tais características fazem com que esta espécie seja procurada por pescadores do mundo inteiro, os quais partem para regiões remotas do planeta, em busca desse verdadeiro troféu.


E por falar em troféu, obrigatoriamente, uma vez por ano, vamos à São José dos Ausentes, atras do nosso, isso porque, Ausentes é um dos lugares mais extraordinários do mundo. Afirmamos isso porque a posição geográfica, clima, temperatura, localização, Cânions, Cachoeiras, hospitalidade, culinária saborosa e receptividade, são características diferenciadas deste município do extremo nordeste do Rio Grande do Sul, atraindo turistas de todos os cantos do Brasil, esse é sim, o destino certo para os amantes da natureza, e nós é claro, apaixonados por Flyfishing. 

Para nós, moradores de Porto Alegre, percorremos uma distância de 232 km via Cambará do Sul e por um trecho de aproximadamente 50 km, onde só conseguimos andar a uma velocidade média de 40 km/h devido a precariedade da estrada, é muita pedra solta, logo, precaução é indispensável nesse momento. Geralmente saímos às 02:00 hs da manhã, para que ás 08:00 hs, as moscas já estejam na água. Em junho de 2014 não foi diferente, saímos no mesmo horário de sempre para nosso destino favorito, ao encontro das  mais belas Trutas Arco Iris, e  para enfrentar uma das temperaturas mais baixas do ano, queremos dizer que quando chegamos a temperatura era de -7°C, QUE MARAVILHAAAAAAA!!!!!!!! AINDA BEM!!!!!!!!
Como já mencionamos anteriormente, a temperatura é sim uma característica fundamental para a pesca esportiva de Truta, por isso a escolha de São José dos Ausentes e principalmente nos períodos em que a temperatura cai abaixo de zero, ou seja, nosso dia começou muito bem. Foi uma pescaria que jamais esqueceremos, pois fomos presenteados com muitos peixes, muita ação, muita adrenalina e um troféu enorme, particularmente só tinha visto Truta deste tamanho em vídeos e filme. Meu grande amigo, e parceiro de inúmeras pescarias Thomas Mark's, foi o coadjuvante desta história, sim porque o ator principal foi o peixe, SIM FOI O PEIXE!!!!!, simplesmente enorme, valente, lutador e deu um espetáculo daqueles que o pescador só vai conseguir dormir três dias depois, por conta da adrenalina proporcionada por este momento. Para quem quiser um pouco mais de detalhes desta grande pescaria, recomendamos assistir ao vídeo https://youtu.be/5zCWIVybvGg e para aqueles que amam o Flyfishing, fica a dica: SÃO JOSÉ DOS AUSENTES.
Muito peixe na ponta da linha e até a próxima.

Att,

Juliano Mezzomo


quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Pesqueiro Sanga Funda

ESTAMOS VIVOS!!!!! Continuamos pescando sempre, graças a Deus, mês a mês, no entanto tentamos administrar nosso tempo para que possamos fazer de tudo um pouco, principalmente aquilo que nos proporciona prazer, porém, e infelizmente, não conseguimos fazer tudo o que gostaríamos, como por exemplo, encontrar um tempinho a mais para escrever sobre as pescarias realizadas ao longo do ano de 2014. Bom, foi um ano maravilhoso no especto pessoal, familiar, profissional e pessoal, e é óbvio que as pescarias fizeram parte dele, e gostaríamos de falar sobre todas elas, no entanto, por falta de tempo novamente, encontraremos outro momento oportuno para relatar outras emoções (aguardem vamos falar de Ausentes, e Panorama 2014) .


Resolvemos publicar este post por dois motivos óbvios: Primeiro porque é um pesqueiro novo, pelo menos para mim, porque quem descobriu foi o Thomas, e segundo porque o pesqueiro é muito bom e diferenciado. O local se chama Pesqueiro Sanga Funda www.sangafunda.com.br é muito fácil de chegar , o atendimento é muito bom, e o pastel é especial de primeira, e todos devem experimentar, e o preço é justo. Fomos no dia 21/12/2014 um dia de muita chuva, muita chuva mesmo, mas nada iria impedir-nos de encerrar o ano com uma pescaria, e valeu a pena, porque o lugar proporciona todo tipo e tamanho de peixes como: Traíra, Dourado, Pacu (aliás não víamos um Pacu a muito tempo), Catfish, Carpas (Húngara, Comum, Capim e Colorida), e é claro a boa brigona Tilápia, tudo isso em abundância. Uma das curiosidades do pesqueiro, é o trapiche de onde os peixes são alimentados. É uma máquina que processa o resto de alimentos que é constituído basicamente de frutas, verduras e legumes, os Pacus inclusive, com mais de dois quilos, foram capturados com banana iscada direto no anzol, e os Catfish também, estão grandes e fortes, nota-se que são espécies saudáveis e bem preservadas. A quantidade de peixes capturados foi incrível, não conseguimos registrar o número de Tilápias que capturamos, perdemos a conta, já as Carpas Húngaras foi uma quantidade menor, porém já proporciona uma briga mais duradoura e emocionante, por ser um animal de muita força, principalmente quando se utiliza um conjunto de Flyfishing nº 4, né Thomas Mark's? hehehehehe!!!!, a carretilha cantou direto, muita tomada de linha, linhas também foram arrebentadas,  já havia algum tempo que não pescávamos com Fly, no entanto, voltamos com tudo, e em alto estilo, com muito peixe na ponta da linha, dando ao pescador satisfação, prazer e muita adrenalina, encerramos o ano no Pesqueiro Sanga Funda e é bem provável que iniciemos a temporada de 2015 no mesmo, e recomendamos também é claro, o lugar é 100%!!!!!! e pretendemos no próximo ano nos esforçar um pouco mais em dividir nossas pescarias através do nosso Blog. Desejamos para o próximo ano, muita paz, alegria, sucesso, prosperidade, novas conquistas e é claro muitos peixes na ponta da linha, um enorme abraço e um feliz Ano Novo!!!!!!!!!




Att,

Juliano Mezzomo
&
Thomas Mark's

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Black Bass

Agressivo, brigão, lutador e muito voraz, essas características colocam o Black Bass entre os peixes mais apreciados para pesca esportiva. Com uma forte fisgada, esta espécie também impressiona pelos belos e inúmeros saltos.
  
Salmonídeo exótico, o Black Bass é originário de lagos e pequenos rios da região sudeste dos Estados Unidos e está presente em diversos países do mundo. No Brasil, vive a variedade largemouth bass, nome que foi dado ao peixe devido a sua enorme boca.
Apesar de não ter dentes, possui uma espécie de lixa na boca que permite agarrar suas presas com força. A baixa variação genética encontrada nos exemplares brasileiros raramente permite que eles engordem mais de três quilos, bem abaixo dos dez quilos que geralmente são encontrados nos lagos e rios americanos.
Embora rústico, o Black Bass é um peixe de escamas de água doce que se desenvolve bem em regiões de clima ameno, com temperaturas em 15ºC e 26ºC, porém para reprodução, prefere ambientes mais 
frios  com temperaturas mais baixas, oscilando entre 18ºC a 0ºC.
Já dissemos aqui em outros comentários que o Black ataca bem nas moscas (Streamers), e para aqueles que praticam Bait Casting, a dica é usar Softbaits (minhocas de silicone), independente da técnica que for utilizar. Pescaria de Bass é garantia de adrenalina e satisfação renovada um forte abraço e até breve.



domingo, 27 de janeiro de 2013

Abrindo a temporada 2013

Retornamos para o município de Tainhas, com a óbvia intensão de realizar mais uma ótima pescaria na sede  da ARPIA (Associação Riograndense de Pesca com Iscas Artificiais). O lugar é repleto de Black Bass e, sem dúvida, se pudéssemos pescar todo o final de semana, este seria o local escolhido.
A estrutura do local permanece impecável! A administração está de parabéns, pois não só proporciona um maravilhoso local para pesca, como também isentiva a prática do  nosso esporte, conscientizando a todos os pescadores da importância de conservar e o cuidar deste fantástico ser vivo: o peixe.
Para se obter uma boa pescaria, precisamos atentar para alguns itens importantes. O local da pesca: este item consideramos o mais importante, pois não é suficiente possuirmos um ótimo equipamento e  conhecimento, se o lugar não possuir peixes, óbvio né!!!, sim, por isso é interessante conhecermos o local ou a indicação de algum amigo pescador.
A escolha do equipamento não é complicada, basta estar bem balanceado. Linha, vara, carretilha ou molinete, independente da modalidade (Flyfishing, baitcasting, surfingcast, entre outros...). Quando combinamos uma pescaria, já sabemos onde vamos, e que espécie pretendemos capturar, logo, a escolha do material é simples. 
Em uma pescaria de Bass por exemplo, equipamento Light. Por quê? Porque  a média do Black Bass fica entre 29 cm e 35 cm, com um peso médio de 1kg , portanto, conseguimos definir o equipamento com facilidade e a pescaria se torna mais agradável, você sente o peixe brigando e seu equipamento trabalhando.
Outro item que julgamos pertinente ao sucesso em nossas pescarias é a escolha da isca. É fundamental termos em nossa caixa, uma grande quantidade iscas para o peixe que se pretende pescar. Tendo em vista o  peixe que se pretenda capturar,  iniciamos a pescaria. A sua escolha da isca não faz diferença nenhuma, pois quem  decide a isca é o peixe. Depois que você fizer inúmeros arremessos e não tiver nenhuma ação está na hora de trocar de isca, até encontrar a isca em que o peixe está atacando.
Somos apaixonados por pescaria, possuímos um enorme respeito pelos peixes e principalmente pelo meio ambiente, também gostamos de compartilhar experiências com outros pescadores e divulgar a beleza e a satisfação que nosso esporte proporciona.

Um enorme abraço, e muito peixe na ponta da linha,

Att,


Juliano Mezzomo.




domingo, 30 de dezembro de 2012

Despedida 2012

Nem sempre uma despedida é ruim, principalmente quando sabemos que o reencontro é certo e breve. Em nossa última pescaria do ano, fomos ao Pampa Rural encerrar 2012 com muita alegria e satisfação. Estávamos ansiosos por este momento, pois ele é único, porque quando se fala em Pampa Rural sabe-se que a fartura de Black Bass é certa, e nesta pescaria não foi diferente.
A grandiosidade do local começa pelo atendimento do Sr. Claudio, proprietário do Pampa Rural. Logo  quem chega se depara com uma organizada estrutura para almoçar, tomar um café, descansar e até castigar o fígado com uma cachacinha de boa qualidade e de grande variedade.
Depois de tomar um cafezinho e ouvir ótimas e engraçadas histórias do Sr. Claudio fomos pescar. A escolha dos açudes é um pouco complexa para quem conhece o local pela primeira vez, até porque são inúmeros, e um mais belo que o outro, para qualquer dos açudes do Pampa Rural que se olha, percebesse que é o habitat perfeito para o Black, com muitas galhadas e muita vegetação.
O equipamento escolhido para esta pescaria foi o Fly, as iscas que deram resultado, TODAS!!!!! incrível, depois de observar que para cada dez arremessos vinham mais ou menos dois Blacks, começamos a testar  todas iscas da caixa, tudo funcionou, de Madame X ao Popper. Foi realmente um dia fantástico.
Não precisamos mencionar a quantidade de peixes que capturamos, mais sim dizer que a grande maioria era de um tamanho pequeno, mas todos eles proporcionaram muita alegria, portanto deixamos a dica: seja Fly ou Bait o equipamento deve ser Light. Tanta ação durante um dia inteiro, faz você querer construir uma máquina do tempo para poder fazer o tempo parar para desfrutar ainda mais deste local fantástico.
Bom, poderíamos  nos estender muito falando desta pescaria, no entanto gostaríamos de agradecer ao Sr. Claudio por tomar a iniciativa e com a ajuda de Deus criar um local perfeito para prática da pesca esportiva, ao Thomas por ser um apaixonado por este esporte e dividir este conhecimento comigo, e  principalmente um grande amigo (Pô, mais um dublê para o mural hein chefe!!!), a família, e é claro aos seguidores deste Blog. Desejamos um 2013 repleto de harmonia, saúde, paz, felicidade e muito, mais muito peixe na ponta da linha, um enorme abraço e até breve.


Respeitosamente,



Juliano Mezzomo